Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Notícias sobre depoimento que implica Sócrates são “falsas”, garante a defesa

FOTO RUI DUARTE SILVA

Advogados de José Sócrates dizem que as notícias sobre depoimento de Hélder Bataglia prestado no inquérito da Operação Marquês, que implica o ex-primeiro-ministro, são “falsas, destituídas de qualquer fundamento e verdadeiramente absurdas” e prometem acionar “todos os meios legais” para reagir aos novos episódios

Helena Bento

Jornalista

Num comunicado enviado este sábado às redações, João Araújo e Pedro Delille, advogados de José Sócrates, afirmam que “as notícias hoje publicadas na imprensa do costume, envolvendo o nome do Eng. José Sócrates a propósito de um alegado depoimento prestado no inquérito da operação Marquês, são falsas, destituídas de qualquer fundamento e verdadeiramente absurdas”.

José Sócrates, refere o documento, “não tem e nunca teve acesso ou sequer conhecimento de quaisquer contas bancárias na Suíça”, além de “nunca ter tomado, nem ele nem os Governos a que presidiu, qualquer decisão que diretamente ou indiretamente favorecesse ou fosse susceptível de favorecer o Dr. Ricardo Salgado ou o Grupo Espírito Santo, designadamente em assunto algum relacionado com a PT”.

O Expresso noticiou este sábado que o empresário Hélder Bataglia entregou Ricardo Salgado e Carlos Santos Silva, amigo de José Sócrates, num interrogatório complementar conduzido por José Rosário Teixeira, o procurador que coordena a investigação a Sócrates, há três semanas, a 5 de janeiro. O que revelou irá ter implicações profundas no desfecho da ‘Operação Marquês’, porque reforça os indícios de culpabilidade do ex-primeiro-ministro, refere o jornal.

Mas para a defesa de Sócrates trata-se de “notícias difamatórias”, que “consubstanciam uma tentativa, cada dia mais desesperada, de manter a campanha de calúnias promovida através destes mesmos jornais e justificar a injusta e ilegal perseguição feita ao Eng. José Sócrates, face à absoluta incapacidade que demonstram, mais de 3 anos após o início formal desta investigação e mais de 2 anos após a espetacular detenção e prisão, apresentarem quaisquer factos, muito menos provas, que permitissem levar este caso a julgamento”.

Os advogados do ex-primeiro-ministro terminam dizendo que vão acionar “todos os meios legais para reagir a estes novos episódios”, que “representam um verdadeiro bulling processual e mediático contra ele dirigido ao serviço deste Ministério Público”.

  • Bataglia entregou Ricardo Salgado e amigo de Sócrates

    Expresso revela as denúncias da testemunha-chave. Bataglia garantiu ao MP que Salgado lhe pediu o favor de transferir €12 milhões para Carlos Santos Silva. Todo o circuito do dinheiro. “Panama Papers” revelaram esquema da alegada corrupção