Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Acordo de concertação social assinado? Cristas acusa Costa de mentir

Luís Barra

Cristas acusa PM de mentir. "A sua palavra e a sua assinatura não valem nada", diz

Helena Pereira

Helena Pereira

Editora de Política

Em resposta à líder do CDS, António Costa garantiu esta tarde, durante o debate quinzenal no Parlamento, que o acordo de concertação social "já está assinado". "Foi o que ficou combinado. Não haveria nenhuma cerimónia e o acordo circularia (para recolha de assinaturas)", explicou.

Num momento tenso da discussão, Assunção Cristas insistiu e pediu a Costa que reconsiderasse a resposta pois, segundo as suas informações, o acordo ainda não tinha a assinatura de todos os parceiros sociais. O primeiro-ministro manteve a mesma posição.
"O sr. acabou de mentir a esta câmara, aliás, como é hábito. A sua palavra e a sua assinatura não valem nada", atirou.

A presidente do CDS insistiu que a atual maioria é "intermitente" e a prova disso é que este Governo não consegue cumprir os acordos que anuncia, referindo-se ao das contrapartidas para a subida do salário mínimo. Perante as críticas, Costa repetia que o diploma sobre a subida do salário mínimo e o da descida da TSU já estavam promulgados. Mas acabou por admitir que o risco desta descida da TSU ser anulada no Parlamento, através de uma conjugação de vontades do PCP, BE, Verdes e PSD, é real e pode deitar abaixo todo o acordo de concertação social.

(Notícia atualizada às 16h54)