Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS escolhe Mesquita Nunes para a Câmara da Covilhã

josé carlos carvalho

O ex-secretário de Estado será “verdadeiramente credível, agregadora e mobilizadora para Covilhã”, justificam a Comissão Política

O CDS-PP anunciou esta segunda-feira que escolheu o ex-secretário de Estado do Turismo e um dos atuais vice-presidentes do partido, Adolfo Mesquita Nunes, para ser candidato à Câmara da Covilhã.

"A Comissão Política Concelhia do CDS-PP da Covilhã torna público, após aprovação por unanimidade no plenário concelhio realizado na última sexta-feira, que formalizará nesta data convite ao covilhanense Adolfo Mesquita Nunes para encabeçar a candidatura", refere o comunicado esta segunda-feira enviado à agência Lusa.

Na nota de imprensa, o CDS mostra-se convicto de que a candidatura de Adolfo Mesquita Nunes será "verdadeiramente credível, agregadora e mobilizadora para Covilhã" e que permitirá iniciar "definitivamente a afirmação" da cidade no contexto regional e nacional.

A experiência política profissional e também a ligação de Adolfo Mesquita Nunes à Covilhã são características apontadas pelos centristas para fundamentarem esta escolha, cujo desafio a Comissão Política acredita que terá resposta positiva.

"A experiência no desempenho de funções governativas do nosso país como secretário de Estado do Turismo, tendo liderado a reforma da promoção turística e o pacote de simplificação empresarial que conduziu aos melhores anos turísticos de sempre, colocando Portugal como o 15.º país mais competitivo do mundo; a sua experiência enquanto distinto profissional de advocacia; as demonstradas capacidades de liderança e gestão da causa pública; mas sobretudo por ser um distinto covilhanense que deseja mais para a sua região, legitimam poder formalizar este desafio que, estamos certos, será aceite com enorme agrado, empenho e dedicação", acrescenta a nota.

Na Covilhã também já foi anunciada a candidatura do PSD, que será liderada pelo presidente da Comissão Política de Secção, Marco Baptista.

Nas eleições de 2013, o PS ganhou, conquistando três mandatos, o Movimento Acreditar Covilhã obteve dois, enquanto o PSD e CDU elegeram um vereador cada.