Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Almaraz: Portugal avança com queixa em Bruxelas após reunião infrutífera

CENTRAL. A central nuclear de Almaraz, está localizada junto ao Tejo. A água deste rio ibérico serve para refrigerar os seus dois reatores, em funcionamento desde 1981 e 1983

Tiago Miranda

Reunião em Madrid do ministro do Ambiente português com dois ministros espanhóis não permitiu o consenso sobre a construção de um aterro nuclear na central de Almaraz

Portugal vai apresentar queixa em Bruxelas contra Espanha, depois de os Governos dos dois países não terem conseguido chegar a acordo sobre a construção de um aterro nuclear na central de Almaraz, que Lisboa contesta.

"Portugal vai solicitar a intervenção de Bruxelas neste caso. Havendo um diferendo, ele tem de ser resolvido pelas instâncias europeias", disse esta quinta-feira o ministro do Ambiente português João Matos Fernandes, à saída de uma reunião com a sua homóloga espanhola Isabel García Tejerina, e com o ministro da Energia Álvaro Nadal.

O Governo português defende que no projeto de um aterro de resíduos junto à central nuclear de Almaraz "não foram avaliados os impactos transfronteiriços", o que está contra as regras europeias.