Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Poema de Álvaro Feijó declamado por Maria Barroso ouvido nos Jerónimos

O poema “Os dois sonetos de amor da Hora Triste”, de Álvaro Feijó, lido pela voz de Maria Barroso, foi um dos momentos altos da cerimónia de homenagem a Mário Soares, que aconteceu esta tarde no Mosteiro dos Jerónimos