Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sócrates: “O país vê o desaparecimento de Soares como se perdêssemos uma parte de nós”

Marcos Borga

O ex-primeiro ministro, lembrou também Mário Soares como o homem que esteve a seu lado nos últimos tempos. “A amizade foi sempre um presente de Mário Soares. Tenho por ele um carinho que ficará para sempre no meu coração”, disse aos jornalistas

O antigo primeiro-ministro José Sócrates já passou pelo Mosteiro dos Jerónimos, onde esta segunda-feira decorre o velório de Mário Soares, para prestar uma última homenagem ao fundador do PS. Chegou por volta das 17h00 e disse, à saída, que o desparecimento de Soares é "como se perdêssemos uma parte de nós".

“O país vê o desaparecimento de Soares como se perdêssemos uma parte de nós. Formou este partido (PS) com base na coragem e vontade", disse aos jornalistas, acrescentando que foi uma figura inspiradora não só para o PS, como para todos os políticos em Portugal. Aliás, disse mesmo que foi talvez o político nacional mais carismático do século XX.

"A biografia política de Mário Soares vive para a história, foi talvez o político mais carismático do século XX, que se bateu em primeiro lugar contra a ditadura e foi capaz depois do 25 de Abril de ter encarnado o crisma da reconciliação", disse José Sócrates aos jornalistas.

Hoje, acrescentou emocionado, o que se pode celebrar e honrar "é a memória de um homem que foi absolutamente extraordinário na vida política portuguesa". Um homem, disse também, de grande coragem, firmeza e convicção, que nunca pretendeu agradar a todos, que foi otimista e que travou batalhas sozinho, com base apenas na sua vontade.

Sócrates lembrou também Mário Soares como o homem que esteve a seu lado nos últimos tempos. “A amizade foi sempre um presente de Mário Soares. Tenho por ele um carinho que ficará para sempre no meu coração”, disse aos jornalistas.

Mário Soares morreu no sábado, aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. O Governo português decretou três dias de luto nacional, até quarta-feira. Esta segunda-feira o corpo segiu para os Jerónimos, onde poderá ser velado até à meia-noite. Na terça-feira parte em direcção ao cemitério dos Prazeres pelas 14h00 onde irá a enterrar às 15h30.