Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Donald Tusk envia carta de condolências a António Costa

O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk

VALENTYN OGIRENKO/REUTERS

O Presidente do Conselho Europeu recorda o “papel essencial” que Mário Soares “desempenhou na consolidação da democracia portuguesa e como impulsionador da adesão de Portugal às Comunidades Europeias”

Helena Bento

Jornalista

Numa carta de condolências dirigida ao primeiro-ministro António Costa, o Presidente do Conselho Europeu Donald Tusk lamenta a morte de Mário Soares, recordando o “papel essencial” que o antigo Presidente da República “desempenhou na consolidação da democracia portuguesa - enquanto primeiro chefe de governo constitucionalmente eleito, e Presidente da República - e como impulsionador da adesão de Portugal às Comunidades Europeias”

Na carta, divulgada na página oficial do Conselho Europeu, Donald Tusk diz ter ficado “profundamente sentido ao tomar conhecimento do falecimento de Mário Soares”. “Na altura em que lamentamos a sua perda e reflectimos sobre a sua vida política, gostaria de transmitir as minhas condolências à família de Mário Soares, ao Presidente da República Rebelo de Sousa e a si próprio”, refere ainda o documento, que pode ser lido AQUI.

Mário Soares morreu no sábado aos 92 anos, no Hospital da Cruz Vermelha. O corpo do antigo Presidente da República vai estar em câmara ardente no Mosteiro dos Jerónimos a partir das 13h00 de segunda-feira e o funeral realiza-se a partir das 15h30 de terça-feira no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

  • Morreu Mário Soares, que não acreditava na eternidade mas fica na História

    Nasceu num país muito maior, numa cidade mais pequena, numa freguesia que já não existe, sob um regime que se impôs a outro e que, com a sua ajuda, também já ficou no passado. Nasceu num mundo muito diferente. É o resultado de ter vivido quase um século. Mário Soares morreu este sábado, aos 92 anos de idade e mais de sete décadas a fazer política