Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos Coelho recorda “um grande democrata que combateu pelas suas ideias”

Rui Duarte Silva

Passos Coelho sobre Soares: o líder social-democrata disse que é “impossível escrever a História de Portugal nas últimas dezenas de anos sem encontrar referências múltiplas à sua intervenção política decisiva em muitas ocasiões”

Helena Bento

Jornalista

Pedro Passos Coelho recordou Mário Soares, que faleceu este sábado aos 92 anos, como “um grande democrata que combateu pelas suas ideias” e como “uma pessoa que desempenhou funções de grande relevo ao longo deste anos, quer como ministro, quer como Presidente da República”.

Independentemente da sua posição, “que lhe trouxe muitos amigos mas também há de ter trazido com certeza muitos adversários, não se pode negar que lhe devemos um profundo respeito e lamentamos evidentemente a sua morte”, disse Passos Coelho.

Será “impossível escrever a História de Portugal nas últimas dezenas de anos sem encontrar referências múltiplas à sua intervenção política decisiva em muitas ocasiões”, acrescentou o líder social-democrata.

Questionado sobre como recorda o antigo Presidente da República, Pedro Passos Coelho falou em “respeito e cordialidade”. “Houve momentos em que discordámos, mas isso nunca impediu que houvesse entre nós uma relação de grande respeito”.