Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Família de Mário Soares quer cerimónias fúnebres de “proximidade” com as pessoas

Os detalhes das cerimónias fúnebres de Mário Soares foram confirmados esta noite. O velório será aberto ao público na segunda-feira entre as 13h e as 00h e durante a manhã de terça. O Governo apela à participação dos cidadãos nas cerimónias

Os representantes da família de Mário Soares, hoje falecido, demonstraram o desejo de que as cerimónias fúnebres do antigo chefe de Estado tenham o "toque" de Soares em vida, de "proximidade às pessoas".

Representantes da família de Soares estiveram durante mais de três horas reunidos com a Presidência da República, o Governo, a Câmara de Lisboa e forças de segurança para definir as cerimónias fúnebres de Mário Soares, que morreu este sábado aos 92 anos.

No final, o antigo assessor de Soares José Manuel dos Santos manifestou o desejo de que as cerimónias fúnebres, embora com honras de Estado, "tenham aquele toque, aquele caráter, que Mário Soares dava, mesmo quando tinha funções de Estado, de proximidade às pessoas".

A ministra da Presidência, Maria Manuel Leitão Marques, sinalizou que nesta fase estão em marcha os contactos com países estrangeiros e representantes que queiram estar presentes nas cerimónias, mas "ainda não" há confirmações de presenças nesta fase. A ministra apelou ainda à participação dos cidadãos nas cerimónias fúnebres.

No domingo, "não haverá qualquer cerimónia", adiantou ainda a governante: o corpo do antigo Presidente da República Mário Soares vai estar em câmara ardente no Mosteiro dos Jerónimos a partir das 13h de segunda-feira e o funeral realiza-se a partir das 15h30 de terça-feira no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

Maria Manuel Leitão Marques representou o Governo no encontro no Palácio das Necessidades, na capital, em virtude de quer o primeiro-ministro quer o ministro dos Negócios Estrangeiros estarem na Índia em deslocação oficial.

A sede nacional do PS, no Largo do Rato, em Lisboa, estará aberta a partir de domingo de manhã com um livro de condolências para todos os que queiram passar pela sede do partido do qual Mário Soares foi fundador.

Segundo um comunicado divulgado hoje pelo Governo, o cortejo fúnebre passará na segunda-feira pela residência de Mário Soares, no Campo Grande, em Lisboa, pelas 11h.

O corpo estará em câmara ardente na Sala dos Azulejos do Mosteiro dos Jerónimos entre as 13h e a meia-noite de segunda-feira e na terça-feira até ao final da manhã, entre as 8 h e as 11h.

Antes da saída para o Cemitério dos Prazeres, haverá uma sessão de homenagem a Mário Soares, no Claustro do Mosteiro dos Jerónimos, a partir das 13h.