Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Catarina Martins sobre Mário Soares: o homem que “mandou a idade e o conforto às malvas”

A dirigente do Bloco de Esquerda usou as redes sociais para expressar o seu pesar pela morte de Mário Soares e fala de um homem que “teve tantas vidas como a nossa democracia

A coordenadora do Bloco de Esquerda (BE), Catarina Martins, usou as redes sociais para reagir à notícia da morte de Mário Soares que está a marcar a atualidade. Num texto curto e publicado na sua página de Facebook, a dirigente bloquista partilha um retrato do histórico socialista, da autoria do pintor Júlio Pomar, e fala de um homem, que “teve tantas vidas como a nossa democracia”.

A líder do BE descreve o fundador do Partido Socialista como alguém “contraditório”, mas recorda com “gratidão” o homem que “mandou a idade e o conforto às malvas para se levantar na Aula Magna [da Universidade de Lisboa], com toda a esquerda, na defesa do país contra a troika”.

No âmbito da referida sessão pública de 21 de novembro de 2013, que agregou várias figuras da esquerda nacional, intitulada “Em Defesa da Constituição, da Democracia e do Estado Social” – em que Sampaio da Nóvoa e Maria Matias também participaram como oradores – Mário Soares tinha dito de forma contundente, dias antes, em declarações ao jornal “i” ser necessário que o Governo de Pedro Passos Coelho se demitisse, bem como o então Presidente da República Cavaco Silva.

Por essa altura, o histórico socialista apelava à necessidade de "dialogar com as pessoas, lutar contra o desemprego e evitar os suicídios, o desespero, a criminalidade, a emigração e a miséria".

Mário Soares morreu aos 92 anos ao início da tarde deste sábado. Encontrava-se internado no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, desde 13 de dezembro do ano passado. Os sucessivos boletins clínicos davam conta, há vários dias, de que a situação era estável, mas o prognóstico bastante reservado.