Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Sócrates visitou Mário Soares

Mário Soares com Almeida Santos e José Sócrates

luís barra

O antigo primeiro-minsitro visitou Soares no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa. O ex-Presidente da República encontra-se internado desde o passado dia 13

O ex-primeiro-ministro José Sócrates esteve esta quinta-feira no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, unidade de saúde onde o antigo chefe de Estado Mário Soares está internado desde dia 13, em coma profundo.

José Sócrates chegou ao hospital às 21h - uma hora depois de terem terminado as visitas - tendo estado no interior cerca de 20 minutos.

À saída, o ex-primeiro-ministro escusou-se a fazer declarações aos jornalistas.
Mário Soares elogiou frequentemente a coragem e determinação política de José Sócrates durante a sua liderança socialista e foi por proposta do antigo primeiro-ministro que se candidatou em 2006, pela terceira vez, à Presidência da República, combate do qual sairia derrotado, ficando em terceiro lugar, atrás de Cavaco Silva e do também socialista Manuel Alegre, que concorreu como independente.

Durante a prisão de José Sócrates, na sequência de acusações de corrupção, fraude fiscal e branqueamento de capitais, Mário Soares foi visita frequente do Estabelecimento Prisional de Évora entre novembro de 2015 e setembro de 2016 e nunca hesitou em condenar a detenção do antigo primeiro-ministro.

Depois de deixar de estar em prisão domiciliária, em outubro de 2015, José Sócrates aproveitou a primeira saída de casa para visitar Mário Soares.
O estado de saúde do antigo Presidente da República Mário Soares "tem registado nas últimas horas um progressivo agravamento", anunciou hoje o porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha.

Segundo o boletim clínico lido às 12h por José Barata, Mário Soares mantém-se "em coma profundo".

Internado desde o dia 13 de dezembro, o antigo Presidente fora transferido há uma semana dos Cuidados Intensivos para a "unidade de internamento em regime reservado" do Hospital da Cruz Vermelha, depois de sinais de melhoria do estado de saúde.

No entanto, no sábado, um agravamento súbito da situação clínica obrigou ao regresso do antigo chefe de Estado à Unidade dos Cuidados Intensivos.