Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passar na 25 de Abril e na Vasco da Gama fica até 15 cêntimos mais caro

Ana Baião

Portagens das pontes que ligam a margem Sul a Lisboa vão ficar mais caras

Entre cinco a 15 cêntimos: este será o aumento nas portagens das pontes 25 de Abril e Vasco da Gama já no primeiro dia do ano. Esta quarta-feira, o Governo anunciou que 22% das portagens em todo o país vão ficar mais caras e, segundo o “Jornal de Negócios”, os veículos de classe 1 vão passar a pagar €1,75 (€1,70 atualmente) na travessia que liga Almada a Lisboa, enquanto na ligação a partir do Montijo o custo será de €2,75 (atualmente de €2,70).

Segundo o “Negócios”, os cinco cêntimos de aumento serão aplicados em ambas as travessias na classe 1, enquanto o maior aumento será sentido pelos condutores de veículos da classe 4 (veículos com 4 eixos ou mais, com altura superior a 1,1m) que atravessem a Ponte Vasco da Gama. Aí o preço irá chegar aos €11,85, mais 15 cêntimos do que o valor que é atualmente praticado.

Esta quarta-feira, o Ministério do Planeamento e Infraestruturas indicou que a atualização do valor das portagens das autoestradas portuguesas entrará em vigor no primeiro dia de 2017.

Ao todo, a atualização das portagens “abrange 22% das taxas aplicadas” e “será de apenas 0,05 euros na generalidade das taxas de classe 1, sendo de 0,10 euros num número reduzido de situações”, o que significa que “em 78% dos casos não haverá qualquer acréscimo de preço”.

A revisão anual das taxas de portagem nas autoestradas, de acordo com os respetivos contratos de concessão, preveem a atualização com base na variação do índice de preços ao consumidor.

O índice de preços ao consumidor de outubro, excluindo habitação, que serve de referência à atualização anual das portagens, foi de 0,84%, sendo essa a proposta que as concessionárias de autoestradas terão feito ao Governo.

O método de atualização das portagens inclui um mecanismo de arredondamento das taxas para o múltiplo de cinco cêntimos mais próximo. Ou seja, se os aumentos forem inferiores a 2,5 cêntimos, a portagem manter-se-á inalterada. No entanto, se o aumento for superior a 2,5 cêntimos, há um arredondamento automático para cinco cêntimos.

Em 2016, a atualização nas taxas de portagem das autoestradas nacionais abrangeu 10% dos troços das vias onde há cobrança aos utilizadores e numa atualização de cinco cêntimos.

  • Um quinto das portagens vai encarecer

    Ministério do Planeamento e Infraestruturas indicou que “será de apenas 0,05 euros na generalidade das taxas de Classe 1, sendo de 0,10 euros num número reduzido de situações”