Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo avisa que política é feita de "más notícias"

JOÃO RELVAS/LUSA

"Basta abrir os jornais noticiosos para percebermos" que há uma média de dez notícias más por dia, referiu o Presidente da República

O Presidente da República avisou esta quarta-feira, na inauguração da sede de uma banda de Colares, em Sintra, que a política é feita sobretudo de "más notícias" e que a realidade consiste em saber transformá-las em notícias positivas.

"A política é feita de dez notícias más por dia e duas ou três boas. Mais ou menos, é a média", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa. O chefe de Estado, que falava na inauguração da nova sede da Banda dos Bombeiros Voluntários de Colares, acrescentou que por vezes as más notícias "ocupam todos os jornais noticiosos, mas existem".

"É um atentado ali, é o desrespeito por uma vida humana acolá, é um drama social mais adiante e já não há distância - nós sentimos isso naturalmente como nosso. E depois há umas boas notícias: aqueles que conseguiram autocarros para ir buscar gente a Alepo ou aqueles que estão no terreno a lutar para que haja paz e estabilidade", frisou.

O Presidente da República apontou ainda como exemplo de boa notícia a visita que esta tarde fará ao quartel da Carregueira, onde assinalará a "despedida de uma força militar portuguesa que vai para o centro de África, para ajudar a estabilizar uma realidade que parece longíssimo", mas que está perto.

"Quem quiser fazer politica só com boas notícias o melhor é dedicar-se a outra atividade comunitária", salientou Marcelo Rebelo de Sousa, considerando que entre as notícias positivas estão os 125 anos da banda de Colares. Segundo o Presidente, qualquer aspirante a político "tem de ajudar a transformar más notícias em boas notícias, mas tem de saber que elas existem, para ser realista".