Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Assunção Cristas. “O tempo dirá como as coisas correm” com o PSD em Lisboa

Mário Cruz/Lusa

Líder do CDS reafirma que o partido tem o seu “caminho definido há muito tempo” e que a sua candidatura à Câmara de Lisboa nunca dependeu de ter ou não o apoio do PSD

A líder do CDS, que é candidata à Câmara de Lisboa, Assunção Cristas, não comenta eventuais negociações autárquicas em Lisboa com o PSD, afirmando que "o tempo dirá" como "as coisas correm".

"Temos bons contactos, bons diálogos sempre com o PSD em relação a muitas partes do país. Quanto a questões específicas de Lisboa, o tempo dirá como é que as coisas correm. Da nossa parte, estamos com tranquilidade a fazer o nosso trabalho", afirmou Assunção Cristas.

A líder centrista falava esta manhã aos jornalistas após uma visita ao centro paroquial de São Vicente de Paulo, no bairro da Serafina, em Lisboa, depois de, no sábado, os jornais "Expresso", "Público" e "Sol" noticiarem que o PSD estaria disposto a negociar um apoio à candidatura de Assunção Cristas à Câmara de Lisboa.

"O CDS tem o seu caminho definido há muito tempo, disse desde a primeira hora que não dependia de ter ou não ter o apoio do PSD, também disse desde a primeira hora que se o PSD entender que aqui há um projeto mobilizador, ganhador para a cidade, e quiser trabalhar em conjunto, certamente que nós estamos disponíveis", afirmou Cristas.