Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD: Passos nunca será candidato a Lisboa

Paulo Cunha / Lusa

Coordenadores autárquicos do PSD e CDS assinaram esta terça-feira de tarde acordo-quadro autárquico

O coordenador autárquico do PSD, Carlos Carreiras, manifestou hoje expectativa de que as coligações com o CDS-PP possam aumentar em 2017 relativamente a 2013 e afastou uma candidatura autárquica por parte do líder social-democrata.

"Estamos a meio de um processo. Aquilo que é a nossa expetativa, daquilo que já foi percorrido dentro desse percurso, é de que temos uma expectativa positiva, fundamentada, de podermos aumentar as coligações a nível nacional em comparação com 2013, isso temos", afirmou Carlos Carreira.

Na assinatura do acordo quadro entre PSD e CDS-PP para as eleições autárquicas de 2017, num hotel de Lisboa, Carlos Carreiras afirmou ainda que Pedro Passos Coelho "é candidato a primeiro-ministro", não a presidente de Câmara.

Sobre um possível aumento de coligações entre os dois partidos, o secretário-geral do CDS-PP, Pedro Morais Soares, disse, por seu turno: "Tudo aponta que possamos andar no mesmo número, um pouco mais, um pouco menos, mas isso cabe também às estruturas locais".