Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos e Cristas assinalam 36 anos da morte de Sá Carneiro e Amaro da Costa

Duas missas evocativas são celebradas este domingo. A 4 de dezembro de 1980, o então primeiro-ministro e o ministro da Defesa morreram na queda do avião Cessna em que seguiam para o Porto comissões parlamentares de inquérito

Os presidentes do PSD e do CDS-PP, Passos Coelho e Assunção Cristas, assinalam este domingo os 36 anos a morte de Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa, com cerimónias em Viseu e Lisboa, respetivamente.

Em Lisboa, pelas 10h00, decorrerá uma missa evocativa da morte de Francisco Sá Carneiro, Adelino Amaro da Costa e restantes passageiros do avião que se despenhou em Camarate, na Igreja da Basílica da Estrela, na qual estarão presentes a presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, e dirigentes nacionais do PSD.

Pelas 11h00, decorrerá uma missa evocativa da morte de Francisco Sá Carneiro e Adelino Amaro da Costa em Viseu, na Igreja de Nossa Senhora de Fátima, com a presença de Pedro Passos Coelho, presidente do PSD, e dirigentes nacionais do CDS-PP.

A 4 de dezembro de 1980, Francisco Sá Carneiro, então primeiro-ministro, e Adelino Amaro da Costa, ministro da Defesa, morreram na queda do avião Cessna em que seguiam para o Porto, assim como a tripulação e restante comitiva: Snu Abecassis, Manuela Amaro da Costa, António Patrício Gouveia, Jorge Albuquerque e Alfredo de Sousa.

A queda do avião onde viajavam Sá Carneiro e Amaro da Costa já motivou a realização de dez comissões parlamentares de inquérito.