Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Santana ao Expresso: “Não serei candidato à Câmara de Lisboa”

Luis Barra

Decisão é definitiva e já foi comunicada a Passos Coelho e às estruturas do PSD-Lisboa. Provedor da Santa Casa optou por permanecer no cargo

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Pedro Santana Lopes já decidiu. “Não serei candidato a Lisboa”, afirmou ao Expresso. A decisão foi comunicada ontem a Pedro Passos Coelho e transmitida esta quinta-feira ao presidente da concelhia de Lisboa do PSD, Mauro Xavier, ao líder da distrital, Miguel Pinto Luz, e ao coordenador autárquico do PSD, Carlos Carreiras.

Santana Lopes justificou a sua opção com o empenho em prosseguir o trabalho que tem levado a cabo na Santa Casa da Misericórdia de Lisboa. O seu mandato como provedor da SCML foi renovado em março passado e prolonga-se até 2019.

Em entrevista ao Expresso, que será publicada no próximo sábado, Santana Lopes fala dos projetos que quer concretizar nesta segunda fase do seu mandato na Santa Casa, das ideias para Lisboa que o fizeram hesitar numa decisão que confessa ter sido “muito muito difícil” e admite que Fernando Medina não será um candidato fácil de derrotar.

Na mesma entrevista, Santana nega que tenham sido as sondagens a desmotivá-lo de uma candidatura. E cita estudos de opinião que o colocam a apenas três pontos de distância de Fernando Medina. O próprio Santana reconhece que seria ele, de longe, o candidato mais forte que o PSD poderia apresentar na capital, nas eleições autárquicas que terão lugar no outono de 2017. Mas tomada a sua decisão de não entrar na corrida, o PSD terá de arranjar agora um plano B.