Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CGD. Nove dos 11 administradores contestaram dever de apresentar declarações

O TC avança que, enquanto não se pronunciar sobre o dever de apresentação, suspenderá o acesso público às declarações de património e rendimentos que foram entregues

O Tribunal Constitucional anunciou esta terça-feira que nove dos 11 administradores da Caixa Geral de Depósitos contestaram a "existência do dever de apresentação" das declarações de património e rendimentos.

"Na sequência da notificação dirigida aos membros do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos, seis administradores entregaram as suas declarações de património e rendimentos no Tribunal Constitucional. Quatro desses administradores, juntamente com os restantes cinco administradores que não apresentaram as declarações, contestaram a existência do dever de apresentação", refere o comunicado do Tribunal Constitucional (TC).

O comunicado surge hora e meia depois de o Expresso ter avançado os termos da pronúncia entregue no TC pela administração da Caixa, na qual contestam o dever de entrega das declarações de rendimentos e património, falando de um "turbilhão mediático politicamente instrumentalizado e frequentemente a resvalar para a demagogia populista".

O TC avança que, enquanto não se pronunciar sobre o dever de apresentação, suspenderá o acesso público às declarações de património e rendimentos entregues pelos membros do Conselho de Administração da Caixa Geral de Depósitos.