Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo. “Penso que há consenso nacional para que futuro da CGD corra bem”

PAULO NOVAIS/LUSA

Chefe de Estado confia que os processos de recapitalização e de reestruturação da Caixa Geral de Depósitos vão correr bem, o que é vital para o sistema bancário

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta quinta-feira, em Coimbra, que "há um consenso nacional no sentido de que "o futuro corra bem para a Caixa [Geral de Depósitos]".

Se "correr bem" para esta instituição - "e vai correr -, corre bem para o sistema bancário português, corre bem para Portugal", acrescentou.

O chefe de Estado falava aos jornalistas, esta quinta-feira, depois de ter presidido à sessão de abertura do Congresso Internacional - Comemoração dos 50 anos do Código Civil, que decorre esta quinta-feira na Faculdade de Direito da Universidade de Coimbra, por iniciativa deste estabelecimento.

"O que os portugueses esperam, querem é olhar para o futuro, querem que a Caixa esteja forte - e está forte -, querem que a Caixa proceda à [sua] recapitalização - e vai proceder -, querem que seja reestruturada - e vai ser reestruturada" -, sustentou Marcelo Rebelo de Sousa.

"Penso que há um consenso nacional no sentido de que o futuro corra bem para a Caixa", salientou.

Se o futuro da Caixa Geral de Depósitos "correr bem - e vai correr -, corre bem para o sistema bancário português, corre bem para Portugal", concluiu.

Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se, por outro lado, a fazer considerações sobre a reunião, hoje, do Conselho de Concertação Social e sobre o salário mínimo.