Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Margarida Rosa aprovada para presidente da Autoridade da Concorrência

TIAGO PETINGA/LUSA

O Parlamento deu luz verde à nomeação, tendo como base um relatório elaborado pelo deputado do Bloco de Esquerda, Heitor de Sousa. Este documento será agora entregue ao Governo

A comissão parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas considerou esta quinta-feira, por unanimidade, que a economista Margarida Matos Rosa reúne as condições para ser designada presidente do Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência (AdC).

O deputado do Bloco de Esquerda, Heitor de Sousa elaborou um relatório, que foi aprovado por unanimidade pelos deputados da comissão parlamentar, sobre a audição feita há dois dias a Margarida Rosa, que termina com o entendimento de que a economista reúne as condições para presidir à AdC.

"Do presente relatório será dado conhecimento ao Governo, através da Secretaria de Estado dos Assuntos Parlamentares, nos termos do n.º 4 do artigo 17.º da Lei n.º 67/2013 de 28 de agosto. É, assim, entendimento unânime da Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, que a Dr.ª Margarida Matos Rosa reúne as condições para ser designada presidente do Conselho de Administração da Autoridade da Concorrência (AdC)", pode ler-se no documento, que não tem caráter vinculativo.

A economista Margarida Matos Rosa, que foi escolhida pelo Governo para presidente da AdC, disse há dois dias aos deputados da comissão de economia que quer apostar no papel dissuasor da autoridade e dar atenção a concertações de preços nos combustíveis.

A quarta presidente da AdC, que se segue a António Ferreira Gomes, Manuel Sebastião e Abel Mateus (do mais antigo para o mais recente) entra naquela entidade numa altura em que está por decidir o desfecho do processo conhecido como cartel da banca.