Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Dois juízes do Constitucional com falhas nas declarações de rendimentos

Lino Ribeiro não apresentou rendimentos, enquanto Gonçalo Almeida Ribeiro não identificou as suas contas bancárias, escreve a revista “Sábado”

Depois do Tribunal Constitucional ter exigido à administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) uma resposta sobre a entrega das declarações de rendimentos e património, a revista “Sábado” avança que há dois juízes do TC que omitiram dados nas suas declarações.

De acordo com a revista, Lino Ribeiro não apresentou rendimentos de trabalho, enquanto Gonçalo Almeida Ribeiro não declarou ser titular de nenhuma conta bancária.

Quando ainda era magistrado do Supremo Tribunal Administrativo, Lino Ribeiro omitiu os rendimentos recebidos em 2012, tendo declarado apenas que possui 20 imóveis.

Por sua vez, Gonçalo Almeida Ribeiro declarou este ano ter ganho 41.978,28 euros por trabalho dependente, enquanto professor na Universidade Católica, e 12.615,40 por trabalho independente, como consultor na sociedade de uma sociedade de advogados, além de 3.416 por rendimentos prediais. O magistrado não identificou contudo qualquer conta bancária de que seja titular.