Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Deputado do PSD distinguido por trabalho sobre hepatite C

O português está entre os seis especialistas reconhecidos pela fundação “Path to Zero”, ligados a países como o Egito, Estados Unidos da América, Ucrânia ou Escócia

Há um português entre os nomes reconhecidos internacionalmente pela Fundação Path to Zero, que distinguiu seis casos de pessoas ou organizações pelo seu exemplo no âmbito dos tratamentos do vírus da hepatite C (HCV). Entre os seis nomes está Ricardo Baptista Leite, médico, deputado do PSD e coordenador científico de saúde pública da Universidade Católica.

Em causa está a criação de um grupo de trabalho criado para dar resposta ao problema da hepatite C em Portugal e o papel que conseguiu desempenhar. "Como coordenador de saúde pública da Universidade Católica e membro do Parlamento", Ricardo Baptista Leite conseguiu "chegar pessoalmente aos stakeholders para os convidar a fazer parte de um grupo de trabalho", lê-se na página da fundação.

O trabalho desse grupo culminou num pedido de audição ao ministro da Saúde, em fevereiro de 2015, na qual estiveram presentes doentes com hepatite e onde se falou sobre a falta de acesso ao medicamento capaz de curar o vírus. "Dois dias depois, o ministro anunciou que o novo medicamento seria totalmente subsidiado para todos os pacientes em Portugal", lê-se no site.

Sublinha ainda a fundação, que se associa à The Economist Inteligence Unit, que o médico português "está também a trabalhar em recomendações para um plano de ação nacional para o vírus da Hepatite C". Ricardo Baptista Leite foi já coordenador de um estudo, intitulado "Consenso Estratégico para a Hepatite C em Portugal", conhecido em maio de 2014, e tem defendido uma aposta na prevenção da doença.

Entre os restantes cinco nomes reconhecidos pela fundação Path to Zero estão especialistas ligados a países como o Egito, Estados Unidos da América, Ucrânia ou Escócia.