Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos acusa Governo de querer “lavar as mãos” da polémica da CGD

O presidente do PSD diz que a questão da recusa dos administradores da Caixa em entregar declarações de rendimento ao Tribunal Constitucional “é com o Governo, não pode ser de outra maneira

O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, acusou este sábado o Governo de querer “lavar as mãos” da polémica relativa à recusa dos administradores da Caixa em entregarem as declarações de rendimentos, considerando que é um problema do Governo e não da Justiça.

“Foi o Governo e o primeiro-ministro que fizeram a lei e convidaram a administração, não pode agora [António Costa] lavar as mãos e dizer que isso é com a Justiça. Isso é com ele, é com o Governo, não pode ser de outra maneira”, defendeu o presidente social-democrata, Pedro Passos Coelho, em declarações aos jornalistas à entrada de um encontro da "Trilateral Commission", que decorreu num hotel de Lisboa.

Momentos antes, o primeiro-ministro, António Costa, que também participou no encontro da "Trilateral Commission", tinha dito à comunicação social que é ao Tribunal Constitucional que cabe fiscalizar se a administração da Caixa Geral de Depósitos (CGD) cumpre as suas obrigações.