Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ministro admite que objetivo de reduzir idas às urgências falhou

O ministro da Saúde admite que o objectivo de reduzir o número de urgências hospitalares para este ano falhou. Adalberto Campos Fernandes diz que há uma parte da procura das urgências que não está dependente do aumento ou não de médicos de família. Mas também porque os utentes acham que é nos hospitais que resolvem os seus problemas.