Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Centeno assegura que investimento no Metro de Lisboa terá “reforço significativo”

MIGUEL A. LOPES / Lusa

Ministro das Finanças garante que “desinvestimento muito significativo” que tem ocorrido nas infrastruturas e serviços do Metropolitano da capital será corrigido já a partir do próximo Orçamento do Estado

O ministro das Finanças assegurou esta manhã que o Metro de Lisboa terá um "significativo reforço" ao nível do investimento no Orçamento do Estado para 2017.

Em resposta a uma pergunta da deputada do Bloco de Esquerda Mariana Mortágua sobre o "corte significativo de verbas de investimento e de dotação de capital" no Metro de Lisboa nos últimos anos, na sequência do processo de transferência de competências para as autarquias", Mário Centeno garantiu que "a situação de investimento no metro vai ter no Orçamento do Estado 2017 um reflexo significativo de reforço".

"É verdade que no âmbito do plano de cedência da exploração do Metro de Lisboa houve um desinvestimento muito significativo nas infraestruturas. O investimento de 2016, é público e notório, não chegou para o que deveria ter sido feito, mas em 2017 essa situação vai ser parcialmente recuperada", defendeu o ministro das Finanças.

Ainda em resposta a questões feitas pela deputada bloquista Centeno garantiu ainda que o serviço público prestado pela agência Lusa e pela RTP terão "o reflexo orçamental adequado" no Orçamento para 2017.

Mário Centeno responde esta manhã, em segunda audição, na Comissão de Orçamento e Finanças, para discutir as linhas gerais do Orçamento do Estado para 2017. Esta segunda audição foi motivada pelo facto de PSD e CDS terem exigido o regresso de Centeno ao Parlamento, depois da entrega de documentos que não tinham sido disponibilizados na versão inicial da proposta de Orçamento.