Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Morreu Bernardino Gomes, fundador do PS

Os 27 socialistas fundadores do PS, em abril de 1973. Bernardino Gomes é o terceiro a contar da esquerda, na primeira fila.

DR

Morreu esta madrugada Bernardino Gomes, fundador do PS, em 1973, chefe de gabinete de Mário Soares e administrador da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD).

A 19 de abril de 1973, Bernardino Gomes era um dos 27 socialistas que fundaram o PS português, no congresso de Bad Münstereifel, na Alemanha. Na foto, era o homem ao centro, na primeira fila. Morreu na madrugada deste domingo. Tinha 72 anos.

Bernardino Gomes foi chefe de gabinete de Mário Soares quando este foi primeiro-ministro, e mais tarde foi administrador da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), tendo tido um papel crucial na criação da sua coleção de arte contemporânea. Licenciado em Ciências Políticas pela Universidade de Lovaina, na Bélgica, foi ainda assessor do Ministério dos Negócios Estrangeiros e investigador do Instituto Português de Realções Internacionais (IPRI), da Universidade Nova de Lisboa.

A área das relações internacionais foi, de resto, a que privilegiou toda a vida, tendo vivido de perto as relações entre Mário Soares e Frank Carlucci, embaixador dos EUA em Lisboa na altura da Revolução de Abril. Certamente por testemunhar essa vivência, escreveu o livro "Carlucci vs Kissinger - Os EUA e a Revolução Portuguesa".

O Observador adianta que o funeral se realiza segunda-feira ao fim da manhã, depois da missa na igreja de Santo António do Estoril, às 12h30, seguindo o cortejo fúnebre para o cemitério de Cascais.