Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ferro Rodrigues sobre Casa Pia: "Ministério Público não quis investigar quem me caluniou"

Jose Carlos Carvalho

Em entrevista ao Expresso, o presidente da Assembleia da República fala sobre alguns casos de Justiça como a Casa Pia ou o processo Sócrates e as consequências disso para o PS

O presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, acusa o Ministério Público de não ter querido investigar os processos por difamação que colocou a todas as pessoas que o envolveram no escândalo da Casa Pia, em 2003.

"Pus um processo a todos os que me caluniaram. Foram processos que acabaram por não ir para a frente por falta de apoio do Ministério Público, que não quis investigar. Disse que eu é que tinha de provar o contrário. Donde se chega à conclusão que é possível ir a uma esquadra dizer qualquer coisa de uma pessoa e depois os jornais difundirem que isso foi dito, que esta pessoa é isto e aquilo, e se ela quiser ser ressarcida tem de provar que isso não é verdade. Bom, mas não quero falar sobre isso", afirma, numa longa entrevista ao Expresso, publicada na edição deste sábado.

Na mesma entrevista, comenta o caso Sócrates e considera que António Costa fez bem em afastar o PS do processo judicial do ex-primeiro-ministro. "Fez o que devia fazer para proteger o PS. Não nos podemos esquecer que a prisão de Sócrates se dá poucos meses depois de António Costa ter ganho as eleições primárias, num ambiente de grande entusiasmo no PS e em tudo o que mexia à volta da esquerda, e essa situação foi muito grave e negativa. O António Costa geriu a situação como era sua obrigação, para defender o partido".

Leia mais na edição deste sábado do Expresso. Leia mais aqui.