Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Imposto sobre açúcar: sumos de produção nacional ficam de fora

  • 333

DR

Governo deverá isentar do novo imposto sobre excesso de açúcar as bebidas de produção nacional para não afetar o sector

Luísa Meireles

Luísa Meireles

Redatora Principal

Depois de ter deixado cair um eventual imposto sobre o vinho, o Governo deverá também abandonar a tributação sobre as bebidas açucaradas cuja origem seja de produção nacional, apurou o Expresso.

O Governo mostrava-se primeiro favorável a uma "fat tax" (gorduras, sal e açúcar) mas desistiu de tributar as gorduras e o sal, limitando o novo imposto aos refrigerantes com açúcar. E depois do clamor suscitado pelo possível imposto sobre o vinho, terá agora decidido restringir ainda mais a aplicação do novo imposto, limitando-o aos produtos importados.

O Conselho de Ministros deverá aprovar amanhã o diploma do Orçamento, depois de ontem ter sido realizada uma maratona em "geometria variável" que durou ao todo 13 horas. Os dossiês mais delicados mantêm-se como o das pensões e os termos do imposto sobre o património, que deverá em princípio deixar de fora as propriedades das indústrias produtivas.

Na sexta-feira, o projeto de lei será entregue no Parlamento.