Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PS insiste em Correia de Campos para presidir ao CES

  • 333

Campiso Rocha

O antigo ministro socialista, que também reúne o apoio do PSD, já foi candidato em julho, mas obteve apenas 105 votos a favor num total de 230 para assumir a liderança do Conselho Económico e Social

O PS anunciou, formalmente, esta quarta-feira, que vai insistir na candidatura do antigo ministro socialista Correia de Campos para o cargo de presidente do Conselho Económico e Social (CES), cuja eleição está marcada para o próximo dia 14 de outubro.

Em julho, a bancada socialista fez uma primeira tentativa de eleger Correia de Campos para a presidência do CES, mas a candidatura não obteve os dois terços de votos necessários entre os 230 deputados.

O comunicado do Grupo Parlamentar do PS foi divulgado menos de uma hora depois de o líder da bancada do PSD, Luís Montenegro, em declarações aos jornalistas, ter anunciado que os sociais-democratas davam ao nome a propor pelo PS o seu "apoio total e inequívoco".

"Já falei hoje com o líder parlamentar do PS, que creio está em reunião com o seu grupo parlamentar, e ele apresentará a proposta de candidatura à função de presidente do Conselho Económico e Social e fá-lo-á com o apoio total e inequívoco da bancada parlamentar do PSD, reiterando o compromisso que temos já formalizado com o PS de que esta indicação caberá ao PS, a próxima para a eleição do Provedor de Justiça caberá ao PSD", afirmou Montenegro.

Em julho, apesar de ter sido fechado um acordo entre PSD e PS acerca da eleição para o CES e para a Provedora de Justiça, entre os 221 deputados que votaram, Correia de Campos obteve apenas 105 votos a favor, registando-se 93 brancos e 23 nulos.