Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Web Summit: Marcelo elogia Governo e espera mudança acelerada

  • 333

José Carlos Carvalho

Presidente desejou “boa sorte para a Web Summit” a vários jovens empresários e sugeriu que poderá também dedicar-se à inovação quando terminar o seu mandato: “Terei 72 anos, ainda a tempo de pensar numa start-up, por que não?”

O Presidente da República elogia o Governo, e em particular o secretário de Estado João Vasconcelos, pelo apoio às start-ups, e considera que a cimeira Web Summit é uma oportunidade para acelerar a mudança na economia portuguesa.

Marcelo Rebelo de Sousa recebeu esta terça-feira no Palácio de Belém, numa audiência coletiva, um responsável pela Web Summit e representantes das mais de 60 empresas portuguesas que vão participar naquela cimeira mundial de tecnologia e inovação, em novembro, em Lisboa.

Ao longo deste encontro, o Presidente recebeu vários presentes, o último dos quais foi uma impressora 3D que o secretário de Estado da Indústria João Vasconcelos lhe entregou em nome de todas as start-ups portuguesas, num momento que provocou risos.

"Eu acho que dá para imprimir quase tudo", informou o secretário de Estado. "É possível ter um Governo aí também? Não?", perguntou então Marcelo. João Vasconcelos respondeu-lhe que a impressora 3D "imprime várias geringonças".

O secretário de Estado da Indústria esteve nesta iniciativa sentado junto aos empresários, a maioria jovens, que o chefe de Estado quis "ouvir e aprender" sobre os seus projetos, que no seu entender são parte de "uma revolução silenciosa" em Portugal.

"As coisas estão a mudar. Isto começou há dez, cinco anos. A Web Summit é uma oportunidade única para acelerar esta mudança", considerou Marcelo Rebelo de Sousa.

Com os representantes das start-ups dispostos em círculo à sua volta, o Presidente pediu-lhes que falassem "muito informalmente" e ouviu palavras de orgulho na qualidade da tecnologia nacional e de expectativa no regresso da recente emigração, mas também queixas sobre o nível de impostos.

No final, o PR dirigiu-se aos jovens empresários e salientou o papel de João Vasconcelos, que antes de assumir funções no Governo esteve à frente da associação Startup Lisboa. "Tenho de elogiar o Governo, porque este secretário de Estado vive no vosso mundo e sente exatamente o que vocês sentem", disse o Presidente da República. "Eu estou a dar o meu melhor para sentir o que vocês sentem", completou.

Marcelo Rebelo de Sousa desejou a todos "boa sorte para a Web Summit" e sugeriu que poderá também dedicar-se à inovação quando terminar o seu mandato: "Terei 72 anos, ainda a tempo de pensar numa start-up, por que não?".