Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Juncker diz que Bruxelas não se mete na escolha do secretário-geral da ONU

  • 333

Jean-Claude Juncker (à esq.) esteve esta manhã com o ainda secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon (2.º à esq.), em Estrasburgo, onde os eurodeputados ratificaram o acordo de Paris, sobre as alterações climáticas. Na imagem, aparecem ainda Segolene Royal, ministra francesa do Ambiente, e Martin Schulz, president do Parlamento Europeu

PATRICK SEEGER / EPA

O Presidente da Comissão Europeia esteve esta terça-feira com Ban Ki-Moon em Estrasburgo, onde defendeu a neutralidade do executivo comunitário quanto à escolha do próximo líder das Nações Unidas

"A Comissão Europeia não tem de intervir na escolha que será feita no seio das Nações Unidas, quanto ao próximo secretário-geral". Foi esta a resposta curta de Jean-Claude Juncker quando questionado sobre a neutralidade da Comissão Europeia no processo de escolha do próximo secretário-geral da organização.

Na corrida ao cargo está a vice-presidente da Comissão Kristalina Georgieva. A búlgara estaria, há já algum tempo, a preparar a candidatura a secretária-geral das ONU mas só na semana passada avançou, com o apoio do governo búlgaro. Questionado também sobre o apoio que o seu chefe de gabinete manifestou a Georgieva, através do Twitter, e sobre as críticas feitas à Comissão neste processo, Juncker preferiu apenas dizer que não intervém na escolha.

O presidente do executivo comunitário esteve esta manhã reunido com o ainda secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-Moon, em Estrasburgo, onde os eurodeputados ratificaram o acordo de Paris, sobre as alterações climáticas. Juncker escusou-se a dizer se falou com Ban Ki-Moon sobre a escolha do seu sucessor.

Na semana passada, a Comissão concedeu a Kristalina Georgieva uma licença sem vencimento – durante o mês de outubro – para que pudesse concorrer à liderança da ONU. Bruxelas esclareceu ainda que durante este período de candidatura Georgieva não pode fazer uso dos recursos da Comissão Europeia e deve separar as duas atividades de forma transparente.