Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

UGT quer salário mínimo de €565 em 2017

  • 333

Mário Cruz / Lusa

O documento que define as prioridades da política reivindicativa da estrutura sindical, aprovado pelo Secretariado Nacional, reivindica ainda um aumento médio das remunerações salariais entre 3% e 4%

A UGT aprovou esta quinta-feira a proposta reivindicativa para 2017, que prevê um aumento médio das remunerações salariais entre 3% e 4% e uma subida do salário mínimo nacional (SMN) para os 565 euros.

O documento que define as prioridades da política reivindicativa da estrutura sindical para o próximo ano foi aprovado pelo Secretariado Nacional e recuperou as principais exigências apresentadas há um ano.

A valorização dos salários, a atualização das pensões, o combate ao desemprego e a dinamização da contratação coletiva são os pontos fortes da proposta reivindicativa que vai servir de referência aos sindicatos da UGT, e que esta quinta-feira vai ser apresentada em conferência de imprensa.