Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Conselho de Estado saúda “candidatura exemplar” de Guterres às Nações Unidas

  • 333

António Cotrim

Comunicado do Conselho de Estado só fala de Guterres. Consideram a sua candidatura à ONU "a todos os títulos, exemplar" e salientam que cumpriu "todas as etapas do processo". Marcelo ainda não despachou hoje o diploma do sigilo bancário.

O Conselho de Estado saudou esta quinta-feira a candidatura de António Guterres a secretário-geral das Nações Unidas, considerando que é, "a todos os títulos, uma candidatura exemplar", que cumpriu "todas as etapas do processo".

Esta posição consta de uma nota de duas páginas distribuída aos jornalistas no Palácio de Belém, em Lisboa, após cinco horas de reunião do Conselho de Estado, que teve início pelas 15h15 e terminou pelas 20h15.

O antigo primeiro-ministro António Guterres é conselheiro de Estado, nomeado pelo Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e participou nesta reunião.

A seguir a esta reunião, o Presidente da República tinha um jantar com o rei da Malásia, país que é um dos atuais membros do Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Segundo o comunicado do Conselho de Estado, a escolha do próximo secretário-geral das Nações Unidas foi analisada na reunião de hoje por ser "um dos desafios das próximas semanas".

O tema genérico desta reunião do órgão político de consulta do Presidente da República era "a situação política, económica e financeira internacional e seus reflexos em Portugal, num quadro de curto, médio e longo prazo".

Na nota divulgada aos jornalistas, o Conselho de Estado "saúda o engenheiro António Guterres e regista com particular satisfação os resultados concludentes que a sua candidatura obteve neste primeiro ciclo de votações realizado nas Nações Unidas", em que ficou sempre em primeiro lugar.

Segundo o Conselho de Estado, a candidatura de Guterres é "exemplar pelos méritos do candidato", entre os quais "a experiência, a visão estratégica, a capacidade de diálogo".

Um dia depois de ter surgido uma nova candidata à liderança das Nações Unidas, a búlgara Kristalina Georgieva, o Conselho de Estado considera que a candidatura de Guterres é exemplar também pelo tempo e pela forma da sua apresentação.

"O engenheiro António Guterres cumpriu com empenho todas as etapas do processo, nomeadamente as audições e debates, credibilizando, assim, os novos procedimentos estabelecidos pelo Conselho de Segurança, valorizando o estatuto das Nações Unidas e o papel da Assembleia Geral", lê-se na nota divulgada.

O Conselho de Estado "deseja as maiores felicidades" a Guterres no novo ciclo de votações, "na convicção de que a sua desejada eleição será a vitória de todos os membros das Nações Unidas, em prol de uma ordem internacional marcada por menos tensões, conflitos e dramas humanitários e mais fundada na paz e na segurança, na defesa dos direitos humanos, no reforço do ideal do desenvolvimento".