Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos agradeceu a José Eduardo Martins colaboração em Lisboa

  • 333

António José / Lusa

Presidente do PSD enviou sms a dar os parabéns ao ex-deputado que vai escrever programa eleitoral para Lisboa e a agradecer a ajuda ao partido

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Pedro Passos Coelho enviou esta manhã um sms a José Eduardo Martins, a agradecer-lhe e a dar-lhe os parabéns por ter aceite ser o coordenador do programa eleitoral do PSD na corrida à Câmara de Lisboa. Martins, também por sms, agradeceu a mensagem e confessou o seu entusiasmo com a tarefa para que foi convidado pela concelhia.

A mensagem do presidente do PSD para o ex-deputado, que é também um dos principais críticos de Passos dentro do partido, surgiu na manhã em que o Diário de Notícias fez manchete com um alegado mal-estar mal-estar na cúpula do PSD pelo facto da concelhia de Lisboa ter escolhido um crítico do atual líder para um trabalho que se tornou politicamente tão relevante. Num momento em que a direção nacional do PSD continua a apostar em Pedro Santana Lopes como candidato a Lisboa - e enquanto este continua sem abrir o jogo - a concelhia, liderada por Mauro Xavier, foi buscar um dos nomes em que gostaria de apostar para a corrida eleitoral, mas para lhe entregar a coordenação do programa. Uma decisão conhecida ontem e que fontes citadas pelo DN classificaram como uma "provocação" a Passos, mas que o líder social-democrata quis desdramatizar, com a mensagem enviada a Martins.

Questionado esta quarta-feira pelo Expresso sobre esta polémica, José Eduardo Martins respondeu que não existe qualquer problema. "Entre mim e o presidente do partido não há nenhum tipo de equívoco. Ainda hoje trocámos mensagens em que ele me deu os parabéns e agradeceu pela minha colaboração na elaboração do programa do PSD para Lisboa e eu lhe respondi que estou muito entusiasmado com este desafio", revelou o antigo secretário de Estado dos governos de Durão Barroso e Santana Lopes.

Ontem, no seu espaço de comentário na SIC Notícias, o próprio Santana elogiou a decisão da concelhia e a escolha de José Eduardo Martins.

A manchete desta manhã do DN indicava ainda que a direção nacional do PSD teria sido apanhada de surpresa pela atitude da concelhia de Lisboa. O coordenador nacional autárquico do PSD, Carlos Carreiras, confessava que não tinha sido informado e também a distrital de Lisboa teria sido surpreendida pelo anúncio. Mas o líder da distrital, Miguel Pinto Luz, já veio informar que estava a par das movimentações, em declarações à revista Sábado.