Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PSD reafirma “todo o apoio e confiança“ em Guterres, “o nosso candidato”

  • 333

Alberto Frias

Mudança de candidata búlgara na corrida à liderança da ONU “não altera o essencial”, diz Luís Montenegro, que espera apoio a António Guterres por parte da “maioria dos Estados da União Europeia

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

A entrada de uma nova candidata na corrida à liderança da ONU, com a Bulgária a substituir Irina Bokova por Kristalina Georgieva, é uma "substituição [que] nesta fase não altera o essencial", disse esta quarta-feira o líder parlamentar do PSD. "O essencial", segundo Luís Montenegro, é que António Guterres demonstrou em todo o processo ser a candidatura "mais abrangente, mais competente e mais transparente das que estão hoje em cima da mesa".

Montenegro admite que a mudança búlgara respeita as regras mas, tal como o ministro Augusto Santos Silva, coloca a questão da "transparência" no contraste entre o candidato proposto por Lisboa e a(s) candidata(s) propostas por Sofia. Entre os pontos fortes de Guterres, o líder parlamentar do PSD coloca "a forma aberta e transparente" como tem conduzido a sua candidatura.

As qualidades já demonstradas por Guterres e o seu desempenho até agora, diz o dirigente social-democrata, não podem alterar-se "por uma qualquer manobra que ainda não está explicada".

Reiterando "todo o apoio e confiança" no antigo primeiro-ministro socialista, a quem se referiu como "o nosso candidato", Montenegro formulou o desejo de que "a maioria dos Estados da União Europeia" apoie o candidato português. Uma expectativa que, com a mudança de candidatos, está por demonstrar.