Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Catarina Martins diz que arrependimento pela geringonça foi “figura de estilo”

  • 333

O líder parlamentar do PSD, Luís Montenegro, disse que as declarações prestadas pela líder bloquista numa entrevista são um “elemento chave”

A coordenadora do BE, Catarina Martins, disse esta segunda-feira ter usado “uma figura de estilo” quando falou em arrependimento e garantiu estar “todos os dias” convicta do acordo à esquerda.

“Toda a gente percebeu perfeitamente que eu usei uma figura de estilo para falar das dificuldades que sentimos todos os dias com momentos em que há desacordo, quando achamos que o Governo não age como devia ter agido”, explicou a deputada.

A bloquista respondeu desta forma quando questionada sobre as afirmações desta seguinda-feira do líder parlamentar do PSD Luís Montenegro, que, na abertura das jornadas parlamentares sociais-democratas disse: “a deputada Catarina Martins parece que se arrepende todos os dias de fazer parte desta solução, mas é um elemento chave”.

Em agosto passado, e quando questionada pelo jornal “Público” se perante polémicas como as viagens pagas pela Galp a membros do Governo, não houve algum momento em que o Bloco se tenha arrependido da criação da “geringonça” (partidos que apoiam parlamentarmente o executivo do socialista António Costa) Catarina Martins afirmou: “Todos os dias me arrependo. Faz parte”.

Quanto aos momentos de desacordo, a coordenadora do BE enumerou alguns casos do verão como “o caso das viagens da Galp” e “o problema do conselho de administração da CGD”.

“Não tivemos dias simples, mas o BE trabalhou muito por um acordo para parar o empobrecimento em Portugal. E estamos todos os dias convictamente nesse acordo”, garantiu.