Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

PR pede equilíbrio entre contas públicas e situação social dos portugueses

  • 333

MÁRIO CRUZ/LUSA

Marcelo Rebelo de Sousa defendeu que é preciso o Executivo aliar a estabilidade económico-financeira com as medidas sociais

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta terça-feira ser necessário haver um "equilíbrio" na preocupação com as contas públicas do país e os cuidados que se devem ter com a situação social dos portugueses.

"Há que encontrar o equilíbrio - e é isso que no fundo em todos os Orçamentos se discute, e nas políticas a médio prazo [também] - de como compatibilizar o não descarrilar em termos económicos e financeiros relativamente à Europa com o não deixar de se olhar para a situação social dos portugueses", advogou o chefe de Estado.

Marcelo Rebelo de Sousa falava esta manhã aos jornalistas no Instituto de Ciências Sociais (ICS) da Universidade de Lisboa, onde fechou a apresentação do "Barómetro Desenvolvimento Sustentável", definido pelos autores como o "primeiro grande inquérito" sobre a sustentabilidade em Portugal.

O Presidente reforçou ser necessária "muita atenção" para não haver "derrapagens económicas e financeiras", mas assinalou que estudos como o hoje apresentado são importantes para uma melhor aplicação das "medidas sociais" dos executivos.

Questionado sobre se um eventual aumento das pensões seria importante para o referido equilíbrio entre contas públicas e a situação social dos cidadãos, Marcelo Rebelo de Sousa escusou-se a entrar em detalhes: "Não entro em pormenores", vincou.