Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Ferreira Leite “Qualquer dia lança-se um imposto sobre as esmolas da missa”

  • 333

A ex-líder do PSD fala em “aumento de impostos encapuzado” relativamente a medidas como a alteração na lei do arrendamento ou do IMI

Na sua intervenção de quinta-feira à noite na TVI24, Manuela Ferreira Leite acusou o Governo de estar a criar uma “distorção no sistema fiscal”, com “um conjunto de medidas que são uma falácia” e que podem levar “a uma enorme deterioração do equilíbrio social”.

A ex-líder do PSD disse que a alteração da lei do arrendamento consiste na realidade “num aumento de impostos encapuzado sobre quem património”, considerando também as alterações feitas no IMI como aberrantes: “Todas as respostas que têm sido feitas na área do IMI (…) feitas com argumentos de justiça social (…) não é justiça social nenhuma. O sistema fiscal não pode ser utilizado com estes objetivos”.

A economista acrescentou não compreender a hipótese dos imóveis da Igreja Católica passarem também a pagar o imposto, pois ou “a isenção era legal” ou então terá de se explicar como essa situação foi mantida durante tantos anos. “Duvido que qualquer dia não se lance um imposto sobre as esmolas que se dão na missa”, referiu ainda a propósito da tentativa de aumento das receitas.

Ferreira Leite disse que “não será possível aumentar-se a despesa (do Estado) sem se aumentar a receita”, defendendo que será contudo “menos mau aumentar impostos, do que fingir que não se aumentam (…) através de truques contabilísticos e legislativos (...) criando injustiças em relação às quais as pessoas não se podem defender”.