Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS lamenta “notícias piores do que estávamos à espera”

  • 333

MIGUEL A. LOPES / Lusa

Pedro Mota Soares diz que é “muito óbvio” que a política económica do Governo está errada e lamenta a “fobia ideológica” dos socialistas

Filipe Santos Costa

Filipe Santos Costa

Jornalista da secção Política

Não é que o CDS tivesse grandes expetativas em relação à evolução da economia portuguesa no últimos meses, mas os números divulgados esta sexta-feira pelo INE conseguiram, ainda assim, surpreender pela negativa. "Têm sido até notícias piores do que estávamos à espera", constatou Pedro Mota Soares em declarações aos jornalistas ao início da tarde.

O crescimento económico, que já era "diminuto, está a travar", constata o deputado do CDS, frisando que 0,8% equivale a "metade [do crescimento] da zona euro e metade do que o país cresceu em 2015".

Para o ex-ministro da Segurança Social, é "muito óbvio" que a estratégia económica dos socialistas está errada. "O Governo, por fobia ideológica, atacou a atividade económica, o investimento caiu, as exportações caíram" e nem a procura interna serve como motor da economia, havendo um problema de confiança, diz Mota Soares.

Estas notícias "colocam o Governo mais longe das suas metas e os portugueses mais perto de novos sacrifícios", concluiu o responsável centrista.