Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

CDS requer apreciação parlamentar do estatuto do gestor público

  • 333

CDS desafia partidos da esquerda que também criticaram salários altos no Estado

A deputada e vice-presidente do CDS-PP Cecília Meireles anunciou hoje que os centristas vão pedir a apreciação parlamentar das alterações ao estatuto do gestor público, reiterando que as remunerações dos administradores da Caixa ficam sem regras.

"Nós achamos que este assunto deve ser discutido no Parlamento e que cada partido, designadamente muitos partidos que hoje em dia apoiam o Governo e que tinham opiniões fortes nesta matéria, possam exprimi-las através do voto numa apreciação parlamentar"", anunciou Cecília Meireles no parlamento.

A apreciação parlamentar é um instrumento que permite à Assembleia da República decretar o fim da vigência de um decreto-lei ou alterá-lo, salvo os que tenham sido aprovados no exercício da competência legislativa exclusiva do Governo.

"No momento em que se fala de uma necessidade de capitalização da Caixa, que será necessariamente feita com recurso ao dinheiro dos contribuintes, e de um processo de reestruturação que implicará encerramento de balcões e dispensa de 2500 trabalhadores, parece-nos que as prioridades devem ser tudo menos aumentar o número dos gestores e aumentar os seus salários", afirmou Cecília Meireles no Parlamento.

A parlamentar e dirigente centrista sublinhou que as alterações hoje publicadas deixam sem regras as remunerações destes gestores: "Não há uma substituição de regras, há uma ausência total de regras".