Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Costa diz que o atentado atingiu todos os europeus

  • 333

Mário Cruz / Lusa

Primeiro-ministro entende que a resposta ao atentado de Nice deve passar por a Europa “centrar-se sobre os problemas reais e concretos das pessoas, e isso quer dizer a solidariedade”

O primeiro-ministro, António Costa, sublinhou esta sexta-feira que o atentado de quinta-feira à noite em Nice, França, não atingiu apenas aquele país, mas todos os europeus e que a Europa deve focar-se nos “problemas reais e concretos” dos cidadãos.

Durante a cerimónia de apresentação do investimento do grupo franco-japonês Howa Tramico em Viana do Castelo, Costa dirigiu-se em francês aos presentes para transmitir não só as suas condolências, mas também "amizade e solidariedade".

“E sobretudo esta mensagem de que o atentado de [quinta-feira] não é apenas um atentado à cidade de Nice. Foi um atentado que tocou todos os europeus e isso significa que é uma mensagem muito clara. Porque o que é que deve fazer a Europa no futuro? Deve centrar-se sobre os problemas reais e concretos das pessoas e isso quer dizer a solidariedade da Europa para combater a ameaça terrorista transnacional a que fazemos frente e que ameaça a civilização europeia”, afirmou o primeiro-ministro.

António Costa disse já ter transmitido as condolências ao Presidente da República de França, François Hollande, e ao primeiro-ministro, Manuel Valls, e realçou que hoje todos os europeus partilham mais do que “os grandes valores da Liberdade, Igualdade e da Fraternidade” que se celebravam na quinta-feira em França.

“Hoje todos os europeus partilham também o sofrimento da França e dos franceses”, declarou o primeiro-ministro.