Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Guerra do Iraque: Parlamento aprova audições a Durão, Portas e Sampaio

  • 333

Durão Barroso irá dar explicações ao Parlamento sobre o envolvimento de Portugal na guerra do Iraque

Rui Duarte Silva

Audições pedidas pelo PCP ao ex-primeiro ministro Durão Barroso e ao ex-ministro da Defesa, Paulo Portas, para explicarem o envolvimento de Portugal na guerra do Iraque foram esta terça-feira aprovadas. O ex-Presidente da República Jorge Sampaio e o antigo ministro dos Negócios Estrangeiros Martins da Cruz também vão ser chamados

A Comissão de Negócios Estrangeiro aprovou na tarde desta terça-feira na Assembleia da República o requerimento do PCP para que o antigo primeiro ministro Durão Barroso e o ex-ministro da Defesa Paulo Portas dessem explicações ao Parlamento sobre o envolvimento de Portugal na guerra do Iraque, em 2003.

Na reunião desta terça-feira os deputados aprovaram ainda, neste âmbito, a realização de audições ao Presidente da República na altura, Jorge Sampaio, pedida pelo PSD, e ao então ministro dos Negócios Estrangeiros, Martins da Cruz, requerida pelo PS.

As personalidades convocadas pela Comissão de Negócios Estrangeiros podem recusar ser ouvidas, mas se aceitarem prestar depoimento terão de fazê-lo presencialmente, não podendo requerer a resposta por carta.

O pedido de audição de Durão Barroso e Paulo Portas foi formalizado pelo grupo parlamentar do PCP na passada sexta-feira e surge na sequência da recente divulgação do Relatório Chilcot no Reino Unido, que investigou o processo de participação britânica na guerra do Iraque e que concluiu que as informações que indiciavam a existência de armas de destruição em massa no Iraque - e que serviram de pretexto ao início da guerra - "eram falsas".