Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Condecoração não é hoje porque as medalhas não estão feitas

José Carlos Carvalho

Seleção vai receber do Presidente um “alvará de concessão de ordem honorífica”. Marcelo sempre teve fé mas as medalhas ainda não estão prontas

O grau da condecoração que irão receber é o máximo – "Portugal é o máximo" foi, aliás, a frase de Marcelo Rebelo de Sousa, em Paris. Mas a medalha de comendador da Ordem de Mérito que cada jogador e demais elementos da seleção receberão, ainda não está feita.

Por isso, o que o Presidente da República dará esta tarde aos jogadores que trouxeram a taça do Europeu para Portugal é um "alvará de concessão de ordem honorífica". A condecoração será dentro de dias.

Às duas da tarde desta segunda-feira, as cúpulas do poder político convergem para o Palácio de Belém. Presidente da República, presidente do Parlamento, primeiro-ministro, líderes partidários e presidente da câmara de Lisboa, foram todos convidados.

A seleção irá à varanda do Palácio saudar o povo. E voltará a Belém mal as medalhas estejam prontas. Marcelo Rebelo de Sousa anunciou no final do jogo, em Saint-Denis, que iria condecorar os jogadores. Disse, aliás, que já tinha decidido condecorá-los, só faltando decidir o grau – comendador.

"O grau é o mais elevado, o de comendador", disse o PR.