Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marques Mendes. Capital adicional para a CGD “não será seguramente” acima de 4 mil milhões

  • 333

Sobre a Caixa Geral de Depósitos, Luís Marques Mendes disse ainda este sábado que a nova administração não deverá entrar antes do fim de julho

Luís Marques Mendes disse este sábado, no seu habitual comentário na SIC, que o capital adicional necessário para a Caixa Geral de Depósitos “será no máximo de 4 mil milhões de euros ou até menos”. “Acima de 4 mil milhões não será seguramente.”

O comentador aproveitou para lembrar a declaração de Marcelo Rebelo de Sousa esta terça-feira, quando afirmou que a nova administração da CGD deveria entrar em funções nos próximos 10 a 12 dias. “Acho que muito dificilmente teremos nova administração dentro dos 10 ou 12 dias de que falou o Presidente da República”, disse Marques Mendes.

“No mesmo dia em que o Presidente fez essa declaração, pude constatar que ainda não tinha chegado ao Banco Central Europeu o processo burocrático para apreciar os nomes da nova administração”, apontou, acrescentando que esse processo de avaliação leva entre três a quatro semanas.

“Vamos ter a nova administração, mas provavelmente nunca antes do fim do mês de julho, se não entrar no mês de agosto”, concluiu.

Quanto ao que está em causa, Marques Mendes explicou que o primeiro passo era o processo passar pelo Banco de Portugal e depois ser enviado ao BCE, sendo esta a parte que está “atrasada”.

A decisão final da recapitalização do banco público só será tomada depois de entrar a nova administração em funções, concluiu. Também Marcelo Rebelos de Sousa tinha dito na terça-feira que as questões da reestruturação e dos trabalhadores serão tratadas pela nova administração.