Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marques Mendes sobre sanções. “Isto é a União Europeia no seu pior”

  • 333

O ex-líder do PSD entende que seria “uma injustiça” Portugal ter sanções, mas acredita que a decisão do Ecofin, que será tomada na terça-feira, não passe para lá de uma sanção simbólica

Luís Marques Mendes disse este sábado, no seu comentário habitual na SIC, que Portugal “não deve ter sanções” e que isso seria “uma injustiça”. Marques Mendes critica claramente a decisão da Comissão Europeia em remeter a decisão da aplicação ou não de sanções a Portugal para o Ecofin, continuando a arrastar a incerteza. “Isto é a União Europeia no seu pior”.

O ex-líder do PSD vê na decisão da Comissão uma atitude “hipócrita” e “salomónica”, na medida em que, por um lado, critica o Governo anterior por não ter “cumprido o compromisso que assumiu do défice abaixo dos 3%”, e, por outro lado, critica o Governo de António Costa por ter “abrandado o esforço da redução do défice e das reformas estruturais”.

“Há dois ou três meses que não se fala noutra coisa. Esta incerteza é criada por aqueles senhores”, acrescentou o comentador, fazendo referência às instâncias europeias.

Marques Mendes acha, no entanto, que as sanções não vão ser aplicadas a Portugal. “Acho que, em teoria, podemos ter sanções, mas acho que na prática não temos. Uma sanção simbólica quando muito, mas acho que não vai haver cortes dos fundos estruturais, como se fala.”

A discussão das sanções é “uma luta política”, defende. “É lá e cá. Cá dentro o que devia acontecer? Os partidos deveriam estar todos de acordo a defender o interesse nacional em Bruxelas”, afirmou, acrescentando que, no entanto, não é isso que está acontecer. O Governo anterior aproveita para criticar o atual e vice-versa. “É politiquice barata.”