Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Portugal e Espanha terão mais três semanas para corrigir metas orçamentais

  • 333

Jean-Claude Juncker, presidente da Comissão Europeia

FRANCOIS LENOIR/REUTERS

A Comissão Europeia vai conceder aos dois países, na próxima terça-feira, um prazo suplementar para que corrijam os seus défices excessivos, evitando a aplicação de sanções fiscais

A Comissão Europeia vai conceder a Portugal e a Espanha, na próxima terça-feira, um prazo suplementar de três semanas para que estes países corrigem o seu défice excessivo e assim possam evitar a aplicação de sanções, avança a Reuters, citando uma fonte próxima das decisões da Comissão.

A medida é vista como um “compromisso temporário”, que vem permitir a hipótese de, até 27 de julho, Portugal e Espanha poderem apresentar soluções “eficazes” para corrigirem as suas metas orçamentais, a única forma que terão de escapar à aplicação das penalizações previstas pelas normas da União Europeia.

A questão das sanções dividiu a Comissão Europeia, com o seu vice-presidente, Valdis Dombrovskis, a sugerir, no sábado, que os fundos estruturais para Espanha e Portugal podem vir a ser congelados, uma das penalizações que está em cima da mesa.