Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Reestruturação da CGD deve ter “amplo consenso nacional”, insiste Marcelo

  • 333

Marcelo Rebelo de Sousa falou aos jornalistas no final de uma visita ao Hospital das Forças Armadas, em Lisboa

MÁRIO CRUZ / Lusa

Questionado sobre se está preocupado com o que se passa no banco público e como vê as notícias sobre a realização de uma comissão parlamentar de inquérito ou de uma auditoria forense à instituição, o PR escusou-se a pronunciar-se sobre o que o Parlamento “está a fazer ou vai fazer

O Presidente da República insiste na necessidade do plano de reestruturação da Caixa Geral de Depósitos merecer um "amplo consenso nacional", escusando-se a comentar a realização de uma comissão de inquérito ou uma auditoria forense.

"É importante que o plano de reestruturação que venha a ser apresentado seja um plano que mereça um consenso nacional, trata-se de uma grande instituição que todos acham que deve continuar uma instituição portuguesa, pública e forte", afirmou Marcelo Rebelo de Sousa esta terça-feira, em declarações aos jornalistas no final de uma visita ao Hospital das Forças Armadas, em Lisboa.

Questionado sobre se está preocupado com o que se passa no banco público e como vê as notícias sobre a realização de uma comissão parlamentar de inquérito ou de uma auditoria forense à instituição, o chefe do Estado escusou-se a pronunciar-se sobre o que o Parlamento "está a fazer ou vai fazer".