Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Marcelo sobre Brexit: “É muito importante que a Europa não sofra uma mutilação”

  • 333

Marcos Borga

Chefe de Estado português afirma que o resultado do referendo no Reino Unido “não é indiferente, não é secundário, em termos económicos, em termos financeiros, em termos políticos”

O Presidente da República defendeu esta quarta-feira que "é fundamental" o Reino Unido continuar na União Europeia (UE), mas ressalvou que a decisão é dos britânicos e que o resultado do referendo de 23 de junho deve ser respeitado.

Questionado sobre a iniciativa do PSD de impor uma comissão de inquérito parlamentar sobre a gestão da Caixa Geral de Depósitos, o chefe de Estado não quis falar desse assunto. "Agora, mais nada, mais nada. O Reino Unido é muito importante", disse, afastando-se.

Marcelo Rebelo de Sousa falava em declarações aos jornalistas, no antigo Museu dos Coches, em Lisboa, no final de uma cerimónia de homenagem a Henrique de Barros, antigo presidente da Assembleia Constituinte que morreu em agosto de 2000.

Sobre o referendo de dia 23 de junho no Reino Unido, o Presidente da República afirmou, primeiro, que "a decisão é do povo britânico e qualquer que seja a decisão, tem de ser respeitada".

"Cabe ao Reino Unido decidir se quer ou não continuar", frisou.

Depois, defendeu que "é óbvio que para a Europa é fundamental que o Reino Unido continue" e que o resultado do referendo "não é indiferente, não é secundário, em termos económicos, em termos financeiros, em termos políticos".

"Para quem é europeísta e acredita na Europa, é muito importante que a Europa não sofra uma mutilação, uma partida de qualquer dos seus membros, e neste caso concreto do Reino Unido", acrescentou Marcelo Rebelo de Sousa.