Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

Passos entra na onda e abre sede do PSD para torcer por Portugal

  • 333

Mário Cruz / Lusa

Há dois anos faltou ao Mundial no Brasil por causa do chumbo do TC a três artigos do Orçamento do Estado. Mas este ano, Passos entra na onda. Abriu a sede do PSD aos jornalistas. Não são só Marcelo e Costa que puxam por Portugal

Pedro Passos Coelho decidiu ver a estreia de Portugal no Euro em direto com o país. Abriu as portas da sede do PSD aos jornalistas e, juntamente com dirigentes e deputados do partido, vai torcer pela Seleção.

Dias depois de Marcelo Rebelo de Sousa e António Costa terem estado com a equipa portuguesa em França, num festival mediático a torcer pelo país, hoje é a vez de Passos se juntar à claque. "Um sinal dos tempos", reconhecia horas antes um dos organizadores do evento.

Foram preparados dois cenários possíveis. Se não chover, pode ser ao ar livre. Se o tempo não ajudar, o écran gigante estará numa sala no piso térreo do palácio do PSD, na Lapa, em Lisboa.

Não é a primeira vez que Passos deixa que o país o veja a ver o país jogar. Aconteceu em 2010, quando, ainda líder da oposição, também foi ver um jogo de Portugal no Mundial num restaurante em Campo de Ourique, com a presença de jornalistas.

Depois, enquanto primeiro-ministro nos anos de brasa da troika, Passos não teve grande tempo para estas coisas. Mas agora, de novo na oposição (e com um Presidente da República e um primeiro-ministro que não perdem uma oportunidade para aparecer), o líder social-democrata decidiu aderir. A partir das 20h00, há diretos televisivos da S. Caetano.