Siga-nos

Perfil

Expresso

Política

“A França é excecional, mas nós somos muito melhores”, diz Marcelo em Paris

  • 333

Marcelo abraçado por uma emigrante na inauguração de um monumento em Champigny

PAULO NOVAIS / LUSA

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, fez este sábado um discurso de exaltação nacional no lugar do antigo bairro de lata de Champigny-sur-Marne, nos arredores de Paris, afirmando que “grande país só há um: Portugal”

O presidente português, Marcelo Rebelo de Sousa, fez este sábado um discurso de exaltação nacional no lugar do antigo bairro de lata de Champigny-sur-Marne, nos arredores de Paris, afirmando que “grande país só há um: Portugal”.

“Sendo a França um grande país, porque é um grande país, verdadeiramente grande país só há um: é Portugal. Os melhores somos nós. A França é excecional, mas nós somos muito melhores, mas muito melhores”, afirmou o chefe de Estado, perante centenas de emigrantes portugueses e lusodescendentes, numa cerimónia de homenagem ao antigo autarca de Champigny Louis Talamoni.

O primeiro-ministro, António Costa, riu-se quando Marcelo Rebelo de Sousa acrescentou que Portugal é o melhor “no futebol, na ciência, nas artes, na cultura, nas empresas, no trabalho” e que os dois se batem contra o pessimismo e se complementam: “Compensamo-nos, porque eu sou hiperativo, ele é hiperoptimista”.

“Às vezes um ego um bocadinho pequenino, não temos um amor próprio suficiente, não temos a autoestima que é necessária. Eu sou um otimista, o senhor primeiro-ministro então esse é hiperoptimista”, considerou o Presidente da República, defendendo que os portugueses devem ter noção das suas qualidades.